Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

velha arvore

por samokal, em 28.10.15

images.jpg

 

Sou uma velha arvore a quem o Outono vai despindo de todas as folhas.

Um rigoroso Outono que não está a dar tréguas , colocando-me em posição tão fragilizada que sobreviver ao Inverno que se aproxima se torna uma tarefa quase impossível.

Nunca senti tanto o frio, nunca antes tinha percebido a minha solidão, vejo que nada me resguarda desta intempérie.

Deixa-me triste pensar que talvez nunca mais volte a florir,que a Primavera já só seja uma recordação do passado e quando o sol voltar apenas reste um tronco desnudado , sem vida , neste local onde antes houve uma imponente arvore!

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Sem imagem de perfil

marta a 29.10.2015

Não acredito em Invernos eternos. Acredito em dançar na chuva na falta do sol.
Imagem de perfil

samokal a 30.10.2015

Também não acredito em eternidades , muito menos um inverno, mas acredito em fins de ciclos ...
Ja dancei na chuva , mergulhei na escuridão, e desfrutei o sol , mas quando houve animo para isso !
Sem imagem de perfil

marta a 31.10.2015

São os nossos momentos difíceis que nos fazem interessantes, desde que não os deixemos ficar demasiado tempo, sob pena de ficarmos monótonos. Sei por mim, pq de vez em qd fico chata que doi... mas depois passa. ;) digo eu :D e volto a dançar, seja verão ou inverno.
Imagem de perfil

samokal a 31.10.2015

tudo têm um limite, a cada desilusão se soma um desgaste extra , chega a uma altura que o desgaste é definitivo
Sem imagem de perfil

marta a 31.10.2015

Não permitas que seja. Luta.
Imagem de perfil

Xana Ribeiro a 06.11.2015

Um Texto tão FABULOSO para um tão triste estado de espírito.
Acredita que após este rigoroso Outono, irás sobreviver ao Inverno que se avizinha e voltaras a florir em todo o teu esplendor na próxima Primavera.

Nada é Eterno - Nem mesmo um tão rigoroso Outono.
Sem imagem de perfil

sofiaguerreira a 09.11.2015

Todas as árvores fazem falta e mesmo que não dêem flores,não deixam de ser bonitas e não deixam de ter beleza!! A tua vida deve ser vivida ao máximo!!

Comentar post



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D