Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Adulto

por samokal, em 04.09.14

Quando petizes ambicionamos ser adultos, é talvez aquilo que se entende por primeira meta!

Conforme vamos crescendo vamos também percebendo que ser adulto deve ser horrível ,

urge para o relógio da vida,

mas os anos passam e a carga das responsabilidades torna-se um fardo muito pesado de transportar 

Cada vez vai sobrando menos da criança que sempre existiu lá dentro 

ela existe ... mas muito aprisionada e só a espaços cada vez mais reduzidos dá um ar da sua graça 

quando sobra um pouco de tempo para pensar no assunto cai-nos a dura e cruel realidade: cá estou eu...um adulto! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Senhor A

por samokal, em 01.06.09

   Durante 14 anos , os primeiros da minha vida , vivi em Paço de Arcos . Vivi num Casal  que albergava 5 familias , Cresci  em grande cumplicidade com estes vizinhos , levando o termo "vizinho"  a um patamar que cada vez mais díficil se torna de explicar ás novas gerações .

   Entre os vizinhos  encontrava-se o Senhor A ,  Homem trintão e bem conservado , alourado e com forte bigodaça tão tipica dos anos 80 , um tipico " bon vivant"..bem , quase típico , "Bon vivant" que se preze  não se casa  e ele vivia em matrimónio com a X, senhora na casa dos vinte, e á altura que troquei de casa  tinham uma filha com cerca de 6-7 anos .


  As nossas vidas seguiram trajectórias diferentes, trajectórias essas que nunca mais voltaram a cruzar .

   Sempre pensei em procurá-lo ,afinal era como familia  e um pouco daquilo que sou tambem me foi incutido por ele  .

  21 anos depois o reencontro aconteceu , porque o mundo é pequeno e ainda por cima redondo , acabamos por conhecer sempre alguem que conhece alguem  e esse alguem por sua vez tambem conhece muitos outros alguéns .

  Assim um dia , estava eu a beber um café  em Santo Amaro de Oeiras e não consegui deixar de ouvir a conversa que o dono do  estabelecimento mantinha com um Cliente , apercebi-me que falavam de um restaurante onde eu tinha trabalhado em miudo , acabei por me "meter" na conversa  e se as cerejas são como as bolachas "Maria " , ou seja uma puxa pela outra , a conversa é bem pior ( no bom sentido da palavra)e de  assunto em assunto rápidamente chegámos ao senhor A.

   O senhor do café sabia quem era , onde vivia e inclusivamente onde se encontrava áquela hora ...

Jackpot!!!

  Em 10 minutos  ja estava junto do senhor A , ele conheceu-me de imediato  mas eu tive um dos maiores choques existenciais da minha vida , choque esse que ainda mantem os seus efeitos ...

  O Senhor A é agora um velho , senhor calvo , barrigudo  e bastante envelhecido . Não o conheci de imediato ,mas os olhos e os lábios aproximaram aquele velho ao senhor que eu conheci na minha infancia .


  Falámos muito , perdi a noção de tempo e até de onde me encontrava , foi uma viagem ao passado , ele disse-me as pessoas que ja morreram , aquelas que casaram , os que nasceram,aqueles que nunca mais viu , falou-me da mulher , da filha  que agora ja  é uma senhora independente e por conta propria .

  Enquanto falávamos o tempo voltou atraz , ou parece não ter passado , mas quando olhava a serio para ele não deixava de me perguntar onde estava o senhor A que eu deixei no Casal ha 21 anos atraz ...

  fez-me pensar que agora sou eu o senhor trintão  e nem sequer sou o tipo bem parecido e sem levar a vida muito a sério que ele era , fez-me pensar como a vida é efémera e que afinal não falta assim tanto tempo para eu ser o senhor envelhevido ...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D