Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Saudade

por samokal, em 31.05.15

Hoje estive a rever as tuas cartas, as nossas fotos , todas as juras de amor que um dia fizemos...

  Ao pegar naqueles postais que me traz de volta um turbilhão de emoções, ainda consegui cheirar o aroma do teu perfume, aquele que é o cheiro do nosso amor!

  Dezenas de cartas, centenas de frases... ali estão para me recordar que não foi tudo um sonho , foi muito real, foi um grande amor... o amor de uma vida.

Recordo-me das nossas noites em branco, de quando ficávamos apenas a observar a lua de copo na mão , de quando apenas desfrutávamos da companhia um do outro,  das brincadeiras , das loucuras ... que saudades!

Contigo conseguia-me sentir completo, bastava ter-te encostada a mim para não precisar de mais nada , ali eu era feliz.

Lembrar-me de tudo isto ainda é muito doloroso, apetecia-me voltar atrás no tempo, apeteceu-me deixar tudo para trás e ir atrás de ti... apeteceu-me ouvir a tua voz... lágrimas escorreram-me pela cara, um aperto no coração lembrou-me que fui eu que escolhi assim, que tu não desististe de mim mas sim eu de ti ... como é possível desistir do amor?

 Fui abrindo uma a uma todas aquelas missivas, numa encontrei a marca dos teus lábios em baton, o lindo formato do teu beijo... não resisti, fechei os olhos  e encostei os meus lábios, como se ao faze-lo te pudesse sentir !

 

Abri os olhos e percebi que estava a delirar , tu já não existes mais, agora és outra pessoa, alguém que seguiu a sua vida , que soube superar a perda.

Percebi que afinal sou eu que continuo a pagar o castigo de ter desistido do amor, que continuarei a viver para sempre com o teu fantasma a ensombrar-me!

Carregarei sempre o peso das minhas decisões, dois anos passaram e estás todos os dias presente, não sei como me libertar deste amor que se enraizou em mim de tal forma que já faz parte do meu ser!

Pensei enviar-te uma mensagem... pensei ligar-te ... mas não é justo, nem sequer mereço interferir na tua felicidade!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D