Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

O cidadão

por samokal, em 24.04.17

O cidadão português têm cada vez mais noção dos seus direitos, está cada vez mais atento ao que se passa em seu redor, e luta cada vez mais por aquilo que aparentemente já está conquistado .

O peão sabe que a passadeira é uma extensão do passeio, uma espécie de "passerelle"  para desfilar lentamente á frente dos carros parados, aguardando a sua passagem!

O peão sabe que nessa passadeira não é permitida a passagem de bicicletas montadas, se os ciclistas o quiserem fazer terão que se apear do seu veiculo e passar á mão, sabe também o peão que não é permitido o uso destes veículos em passeios, promenades ou qualquer outro tipo de espaço destinado a andar a pé!

Portanto sempre que algum desses criminosos ciclistas o faça, será alvo de verdadeiros protestos que envergonham muitas manifestações tele visionadas!

O ciclista conseguiu por sua vez adquirir muitos direitos , e se os adquiriu há que usa-los: vias exclusivas , circular lado a lado na via publica, igualdade na regra da prioridade etc.

 

No entanto o ciclista não prescinde de circular por todo o lado , quando o semáforo estiver vermelho passa pelo passeio, quando quer ir para o outro lado vai pela passadeira e quando circula em via publica não se encosta á direita porque têm o mesmo direito que os outros veículos, eles que aguentem...

 

Ai de quem ponha em causa a sua conduta, são o exemplo de cidadania e os automobilistas são o inimigo numero 1, regra geral armas apontadas a si, conduzidas por animais de mão colada á buzina e a língua afiada com palavrões dignos de qualquer dicionário de más maneiras.

Há ainda os automobilistas, aqueles seres que aparentemente são pessoas normais,  mas que se transfiguram quando se colocam dentro da sua caixa de segurança, vulgo automóvel.

Não há nada mais irritante para o automobilista do que os tipos que andam a pé e que se lembra de utilizar a passadeira em modo câmara lenta , ou  os gajos das bicicletas que só andam na estrada para atrapalha-los , andando devagar propositadamente de forma a irritar os donos da estrada...

 

O grande problema é que o peão, o ciclista e o automobilista são a mesma pessoa em contextos diferentes, a mesma pessoa que apenas muda a forma como se desloca,  que rapidamente muda de "chip",  esquece-se rapidamente  da sua anterior condição,só interessa a actual, isto porque raramente consegue olha para alem dos 20cm2 do seu umbigo, e quando o faz é para ver os erros do próximo.

 

 

O cidadão português é cada vez mais uma pessoa com noções de cidadania, no entanto cada vez com menos  civismo,

olha cada vez mais para si no momento actual, sem olhar para si no seu todo, no lugar do outro...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D