Mazorca d' Assuntos
Domingo, 4 de Fevereiro de 2018
Ninguém sabe...

jnjn.jpg

 

Ninguém sabe como é ser um homem desiludido e conformado
Ser um homem acabado, por trás de uns olhos tristes e desanimados
Ninguém sabe como é ser caminhante sem destino
parecer estar destinado a contar historias de amor vividas pelos outros

Mas os meus sonhos nunca foram assim tão vazios , não  tão cinzentos
vivi sempre de sonhos imensos, mesmo nos piores dias, percorri prados verdes  e mares azuis. 
Dias  de pura solidão exterior encheram-me o interior de audácias e perspectivas.

Agora que o amor finalmente me encontrou,  libertei-me desta teia que me impedia de trazer tudo que transportava comigo para o mundo que me rodeia,

O amor é a vingança por todos os tempos de  pequenas aragens sem aroma! de noites mal dormidas e dias mal vividos!
Ninguém sabe como é  sentir estes sentimentos que agora deposito em alguém, 

que me liberta, me faz um homem livre e feliz.

Como me  sinto agora , culpo-te a ti , amor , por me salvares de todas as minhas dores e feridas, 

por me libertares. do medo de deixar transparecer tudo que dentro de mim habitava

Agora amor , que estou vivo , que sorrio desenfreadamente, que festejo cada raio de sol, e até cada gota de chuva,

peço que me impeças de agir como um tolo, como um menino que descobriu as cores da felicidade!

Ninguém sabe como é ser um homem desiludido e conformado... aquele que não voltarei a ser enquanto fores o meu cobertor nos dias frios , a minha sombra nos dias quentes  e minha guia nos dias escuros!

 



samokal às 09:00
link do post | O teu contributo | favorito
partilhar

blogs SAPO
pesquisar
 
ultimos posts

O nosso amor

Vento

A noite

Caminhando na penumbra

Ninguém sabe...

Sempre que me sinto trist...

Esquecido de mim

Afinal os contos de fadas...

Acordei

A felicidade

Ano novo

O coração

Este Natal

Amo-te

A escolha

Passeio nocturno

Desenquadrado

Momento

Hoje é um dia especial

Escolha

Dois meses

Viagem solitária

Dois minutos

Amanhã é outro dia

Nem sempre...

Tudo ou nada

Chegou a hora!

O telefonema

" Se te desse um beijo o ...

Eu estarei aqui, contempl...

Tralha antiga

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

subscrever feeds