Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

1º dia de trabalhador

por samokal, em 01.05.09

  hoje ,dia do trabalhador, é dia de partilhar o meu primeiro dia como trabalhador .

Embora já tenham passado muitos anos ,recordo-me perfeitamente em que dia foi : 1 de Julho de 1988, tinha eu 14 anos e fui trabalhar nas férias de Verão .

Hoje não seria permitido alguem dessa idade trabalhar , mas na altura lá fui eu servir ás mesas numa casa de pasto mesmo junto de onde é hoje a Biblioteca municipal de Oeiras .

                               

Não tenho a certeza, mas penso que foi num sábado ,  o meu pai foi com um amigo apadrinhar a minha estreia e tiveram logo direito á minha primeira "gaffe"!!

O amigo dele comeu ensopado de borrego ou coelho á caçador   , e depois pediu um pouco mais (aquilo era o que se pode chamar uma casa de enfarta-brutos)e eu fiquei na duvida  em   relação ao que ele tinha comido, com vergonha de admitir que não sabia o que ele escolhido  nada perguntei e trouxe o que eu julgava ter sido , falhei e trouxe  o que não devia .

 O meu ordenado era de 15 contos por mês mais  refeições , quase que tirava o mesmo em "gorjas"!!! e se na altura se falasse em exploração infantil , o que se diria ás minhas 13 a 14 horas diarias de trabalho sem direito a folgas ? Foi um mês e meio non-stop , que era para saber o que custa a vida .

 

  Passadas umas 2 ou 3 semanas já era eu que tinha a chave da tasca. Abria por volta das 9 horas ,ligava a maquina de café , colocava  bebidas no congelador e repunha o que faltava  no frigorifico, a seguir punha as mesas .O meu unico cliente da manhã era um senhor , já de idade, que vivia no bairro do corações e ia lá todos os dias beber o cafezito , dava sempre 2,50$ de gorjeta .

 

Por norma nessa altura aparecia a D Teresa com a cozinheira e a ajudante. Era a hora de eu ir com ela para o mercado de Algés fazer as compras .

Foi a minha primeira vez ...e ainda recordo muito aqueles 45 dias , as pessoas que lá iam , as relações que se ganhavam. Aquele restaurante enchia sempre do meio dia até ás 3 da tarde ,e os jantares tambem movimentavam bem .

Pelo meio dia  vinha o pessoal que trabalhava na construção daquela urbanização , depois eram rendidos pelos funcionarios das oficinas camararias, mais tarde apareciam os empregados de escritorios e alguns professores .

Havia sempre alguem que se deixava ficar um pouco mais  e aproveitava para trocar  2 dedos de conversa  ,acabando por se misturar com os jogadores das cartas que surgiam   sempre depois dos almoços para bater uma suecada e beber umas taças de vinho .

Os jantares tinham sempre outro tipo de "clientela", era os  casais habituais , as familias que sempre apareciam , O" zéLuis " que era conhecido como o maluco de Paço de arcos  que ia sempre lá "cravar uma sopa , entre outros !

Engraçado ..agora me lembro que vi o zé luis ha uns 2 ou 3 meses atraz  no Rossio!!! Ele envelheceu , deve ter agora uns 38-40 anos  mas ,ao que parece , continua a lutar contra a adversidade e a fazer a mesma vida de sempre.Ele ,que segundo rezavam as historias de rua , tinha sido deitado no caixote do lixo em criança e foi salvo já dentro do camião , onde ganhou a deficiencia no andar e o atrazo mental !!

Bom , as conversas são como as cerejas , e esta minha conversa com o meu blog já está a entrar nas encruzilhas de uma conversa  entre pessoas . Afinal só ia falar do meu primeiro dia de trabalho

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

Virginiana a 02.05.2009

Olá Samokal...apanhei o teu post nas costas do meu eheheh (no perfil) li com atenção o que escreveste sobre a tua primeira experiência no mundo do trabalho...acho que nunca se esquece, mesmo depois de passados muitos anos! Gostei...
Já agora amigo...no nosso ultimo contacto disseste-me que gostarias de ter o código do meu selo, fiquei de to enviar, acontece que não tenho o teu endereço, se não te importas dizes qualquer coisa para o meu email, ele está no perfil, no entanto deixo-o aqui OK!

tete238@sapo.pt

Um beijo e desejos de um óptimo fim de semana...

Teresa

Comentar post



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D