Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Os meninos de hoje

por samokal, em 25.05.17

 "Os meninos não podem sair da nossa beira porque os meninos não podem estar sozinhos. Os meninos não podem ficar no recreio a brincar quando os professores faltam - são levados para a biblioteca ou para alguma aula de pseudo-apoio. Se os meninos ficassem no recreio a jogar à bola e se por acaso se magoassem, o que seria dessa escola! Os pais poderiam até processar a instituição de ensino! Os meninos não podem ir a pé ou de autocarro para a escola porque isso pode ser perigoso. Os meninos não se podem sujar ou magoar - os pais nunca se perdoariam (e fá-los-ia perder tempo que não têm). Os meninos andam a saltar de pais para os avós e para a escola e para o atl e para a piscina e para o inglês e para a música e para o karaté e para o futebol e para a patinagem e... Porque os meninos têm de estar sempre ocupados e nunca sozinhos; não saberiam o que fazer com o tempo livre. E os pais têm de ganhar dinheiro para os meninos andarem sempre bonitos e com roupa de marca - caso contrário, os colegas poderiam até gozá-los. E se o colega tem uma coisa, o menino também tem de ter (senão faz birra e com toda a razão). E os meninos têm de ter festas de aniversário espectaculares - e não pode ser em casa só com a família, que isso não se usa. Tem de ser com a turma toda e os amigos e os primos e tem de se alugar (e pagar) um sítio onde tenha muitos brinquedos e escorregas e palhaços e malabaristas e baby-sitters. Algum sítio onde alguém se responsabilize pelos filhos dos outros, de preferência. Os meninos, coitadinhos, são muito novos para pensar - mais vale nós planearmos a vida deles e dizer-lhes o que fazer. Mas só se eles concordarem, claro. Porque os meninos não têm culpa de nada; se se portam mal, a culpa é da educação que recebem na escola (que é o sítio onde eles devem ser educados). Os meninos não comem sopa e verduras porque não gostam Os meninos saem da mesa quando lhes apetece e passam o (pouco) tempo livre entre smartphones, tablets e computadores. Mesmo enquanto comem, coitadinhos, tem de haver alguma coisa para os entreter - e não se fala com a boca cheia. Alguns até comem com auscultadores colocados nos ouvidos - e ainda bem, para não incomodar a conversa dos adultos. Os meninos só vêem desenhos animados (e a televisão é deles quando eles estão em casa). Porque os meninos querem, os meninos têm. O que não vale é chorar - não gostamos de os ver tristes. Chora chora que a mamã dá mais brinquedos para brincares duas vezes e arrumar a um canto - a casa fica cheia deles; depois compram-se outros diferentes porque os meninos têm de ter sempre mais e mais coisas e mais experiências novas. Os meninos não ajudam em casa porque são meninos. Os meninos começam a sair cedo e os papás vão buscá-los onde e à hora que for necessário. Não há meninos burros, arruaceiros, nem medricas, nem preguiçosos, nem tímidos, nem distraídos, nem mal educados, nem maus, nem... Nada disso. Os meninos são todos bons (os melhores) e muito inteligentes. Todos. E todos os anos há meninos finalistas e festas de finalistas e viagens de finalistas e até praxes, do primeiro ao último ano da escola, porque eles são muito inteligentes e importantes, agora que acabaram mais um ano. Que bem, já tens a quarta classe - que orgulho, meu filho Ah, parece que foi ontem a tua festa de finalistas do terceiro ano... Os meninos não se podem (nem sabem) defender sozinhos; para isso é que existem os pais e os psicólogos e os professores e até os tribunais. Os meninos têm explicações desde a escola primária porque precisam de toda a ajuda possível para ser os melhores. Se não estão atentos nas aulas, a culpa é do professor. Os meninos não levam palmadas - ai se isso acontecer. Podiam ficar traumatizados, coitadinhos. Se os meninos estragam, os papás pagam. Os meninos têm direitos - mais concretamente, têm o direito a fazer o que lhes apetece porque são meninos e não têm de entender as preocupações dos crescidos. Por isso desarrumam a casa e todos os sítios por onde passam; partiu? virou? desapareceu? morreu? Não sei, eu sou apenas um menino. Até que um belo dia, os meninos se veem subitamente fora de casa e da escola e longe de todas as pessoas e coisas que costumam controlar todos os seus movimentos (e até pensamentos). Longe daqueles que lhes disseram sempre que os meninos não são responsáveis nem culpados daquilo que fazem. E só aí, longe pela primeira vez, começam a aprender a ser pessoas, a respeitar a liberdade e o espaço dos outros (os outros que afinal também existem! - descobrem os meninos nesta altura). Só aí entendem que cada acto tem uma consequência. E torna-se difícil - que a pegada dos meninos agora é grande e os erros notam-se como patas de elefante em cima de nenúfares. Destroem tudo porque têm de aprender e agora é muito mais complicado. Pensavam que podiam fazer tudo o que lhes apetecesse, mas afinal parece que não. Ninguém lhes tinha dito. E de repente aparecem ratos que assustam os elefantes. Todo aquele tamanho mas no fundo continuam apenas meninos que agora vivem em corpos de adultos. Ficam muito assustados (pudera) e não entendem. Voltam para casa e perguntam aos pais: o mundo é mesmo assim, papás? Não posso atirar colchões pela janela dos hotéis? Não posso ligar extintores e estragar as paredes e camas? Porque não avisaram antes? E nessa altura, levam um estalo - a primeira palmada das suas vidas. Deixaram finalmente de ser (e da pior forma) meninos."

Autor desconhecido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

2 Anos

por samokal, em 24.05.17

lua23.png

 

Passaram 2 anos desde que nossos olhares se cruzaram a última vez,

que nossos lábios se acariciaram sem saberem que seria uma despedida...

Dois anos... e os meus olhos ainda continuam presos nos teus, o teu perfume ainda está presente em cada memória.

Gostaria de te desejar que sejas muito feliz ao lado de quem te soube valorizar, mas não consigo, é mais forte do que eu...

O meu coração ainda deseja que seja eu a luz que te faz brilhar,

há em mim uma profunda tristeza de não ter aproveitado a única oportunidade que tive de ser feliz,

de saber amar plenamente quem sempre me mostrou que o merecia...

Ai, como gostaria de poder voltar aquele entroncamento onde me perdi no caminho,

onde uma decisão errada mudou todo o percurso de uma vida,

como gostaria de ter sido sábio o suficiente para não me deixar arrastar até uma armadilha, que me mutilou para todo o sempre...

Como gostaria que este dia fosse apenas mais um entre tantos na nossa história, mas não. .. este foi o último!

Resta a lua, nossa fiel confidente, nosso lugar sagrado, olhando para ela sinto-me mais perto de ti, de nós...

Talvez queira acreditar que  ao olha-la, também tu a olhes nesse mesmo momento, 

talvez queira acreditar que olhando ela para nós, aqui perdidos no seu brilho, revivendo muitos dos momentos  por ela registados,

mexa uns cordelinhos, fale com as estrelas e, quem sabe, nos coloque novamente no mesmo caminho!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Letra do dia

por samokal, em 24.05.17

flores.JPG

 

 
Here Without You

"A hundred days have made me older

Since the last time that I saw your pretty face

A thousand lies have made me colder

And I don't think I can look at this the same

But all the miles that separate

They disappear now when I'm dreaming of your face


I'm here without you baby

But you're still on my lonely mind

I think about you baby

And I dream about you all the time

I'm here without you baby

But you're still with me in my dreams

And tonight, it's only you and me


The miles just keep rolling

As the people leave their way to say hello

I've heard this life is overrated

But I hope that it

Gets better as we go


I'm here without you baby

But you're still on my lonely mind

I think about you baby

And I dream about you all the time

I'm here without you baby

But you're still with me in my dreams

And tonight, girl, it's only you and me


Everything I know, and anywhere I go

It gets hard but it won't take away my love

And when the last one falls, when it's all said and done

It gets hard but it won't take away my love


I'm here without you baby

But you're still on my lonely mind

I think about you baby

And I dream about you all the time

I'm here without you baby

But you're still with me in my dreams

And tonight, girl, it's only you and me"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carta de reclamação sobre Portugal

por samokal, em 18.05.17

Há textos que só lê-los não é o quanto baste, a sua mensagem é merecedora de reflexão e de ser partilhada.

Assim partilho um excelente texto que poderia ser meu, não o é porque não o conseguiria escrever, mas revejo-me a cada palavra.

Leia e desfrutem !

 

"CARTA DE RECLAMAÇÃO SOBRE PORTUGAL Cara Europa, É a primeira vez que peço o livro de reclamações. Uma vez na Worten comprei um desumidificador que não desumidificava mas tive vergonha. Desta vez é mais grave: desconfio ter em mãos um país europeu com defeito. Foi-me prometido Portugal, um país mediterrâneo com clima simpático mas que, desde que Gil Eanes dobrou o Cabo Bojador, apenas conseguiu estar na bocas do mundo quando um ousado jovem de skate foi trend no 9GAG por gritar Sai da frente Guedes. Deve ter havido um engano. O resto da Europa está a funcionar normalmente, na mediana: franceses andam entretidos com Le Pen, ingleses andam entretidos com Brexit e espanhóis continuam pouco entretidos por não entrar nas anedotas do português, do inglês e do francês. Por cá, estamos imparáveis. Somos campeões da Europa de futebol. Temos o melhor jogador do mundo em futebol, futebol de salão, futebol de praia e desconfio que se houvesse futebol de pomar, com duas nespereiras a fazer de baliza, o melhor do mundo também era nosso. Algo está mal. Desconfio que nos foi dado um país em segunda-mão, porque os exemplos de virtude já não são só com o desporto que se joga com o pé. Vencemos a Eurovisão. Organizámos o maior evento de empreendedorismo da Europa. O NOS Alive foi eleito um dos melhores festivais da Europa. A Forbes deu um shout-out ao Vhils. Temos faculdades portuguesas a liderar o ranking do Financial Times. Até o pastel de nata, que era só nosso, decidimos exportar para o resto da Europa só para poder dizer que mesmo assim o nosso é que é o melhor da Europa. Desconfio que temos o país fora-de-prazo. O nosso estado de graça caducava 3 dias depois do pontapé do Eder mas 10 meses depois ainda não tem bolor. Todos os dias sai mais um artigo no The Guardian a dizer que Lisboa é a cidade mais cool da Europa, que o Porto é o epicentro da cultura, que o Algarve tem os melhores pores-do-sol, por-dos-sóis, pores-dos-sóis e eu continuo sem saber colocar o plural em palavras com hífen. Não sei como funciona a vossa política de devoluções, mas via com agrado uma troca por Bulgária ou Croácia. Eu só pedi Portugal, e deram-me por engano o melhor país da Europa."

Guilherme Geirinhas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coração

por samokal, em 12.05.17

o-BROKEN-HEART-facebook-720x340.jpg

 

Não fui por metade, morno, brisa ou tranquilidade
fui  intenso, fogo, tempestade
sempre que me julguei pouco, apagado, recolhi os braços em mim  e ressurgi alado.
Dentro de mim morrem todos os dias sonhos, são muitos e não os consigo alimentar a todos
mas os que permanecem são livres, são vivos e luto por eles
porque este mesmo coração louco que se descontrola em batidas quando pensa em ti,
este mesmo coração que outras vezes parece bater bem longe, como se suas pancadas não me pertencessem,
um dia vai acabar por já nem sequer bater por mim.
Mas enquanto te sentir, continuarei a acreditar no Verão em cada raio de sol
continuarei a não fugir da chuva quando ela me alagar
Porque se não me apaguei na agonia da tristeza
Será inteiro que me revelarei!
 
 
 
 
.
.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Viver

por samokal, em 11.05.17

se-joga.jpg

 

 

Chega a uma altura na vida em que percebemos que não podemos mais contar historias sobre as coisas que podíamos ter feito.

  Chega uma altura na vida que viver é agora e não depois , que concretizar os sonhos não é algo que se ponha na prateleira até um dia que nunca vai chegar.

  Não podemos continuamente adiar a vida só porque não dá jeito viver, não podemos continuamente deixar para amanhã aquilo que precisamos sentir hoje.

 Os anos acabam por nos ensinar que todos os passos dados trazem consequências, todas a escolhas feitas anulam as outras e não vale a pena chorar pelo que se abdicou, é preciso abraçar o que conquistamos, não há mais tempo para ter medo das consequências, porque elas têm estado sempre presentes, sem que tenha havido um desfrutar!

  Chegou a hora de viver porque amanhã já vai ser tarde!

Não quero mais me arrepender daquilo que não fiz porque  tive medo de sofrer, não quero mais falar sobre escolher o caminho mais comodo, agora é de cabeça , se ha um preço a pagar eu pago , mas farei o que quero!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia 9 -Chegada

por samokal, em 07.05.17

Hoje é o dia da chegada, o fim de uma grande aventura, de uma viagem memorável.

Seguramente ficarão recordações para toda a vida destes 9 dias de Passeio!

18424999_1319866551394188_3460096679462205378_n.jp

 

Como nos deitámos tarde ontem, hoje dormimos um pouco mais,  arrumamos tudo e fomos tomar o pequeno almoço, onde trocámos algumas memorias do que se havia passado nestes dias.

Seguimos então para Lisboa , quase em jeito de ligação , apenas parámos para por combustível e uma vez para desentorpecer as pernas.

Viemos pela nacional até Setúbal , uma estrada em péssimas condições.

O ponto de chegada foi o mesmo café em que nos reunimos para a partida.

chegada.jpg

18275251_1398985826814482_4510973099176289527_n.jp

 

Abraços trocados e agradecimentos mútuos por tudo o que se passou, e já começamos a sentir falta da estrada.

Fui para casa sozinho, e a ausência da Luz dianteira da mota do Luís no meu retrovisor fez-se logo notar , foi o anuncio do fim de uma epopeia !

Dia de ligação Vila Nova de Milfontes- Lisboa : 200 km

 

total da viagem 2178 km

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia 8 Vila nova de Milfontes

por samokal, em 06.05.17

Depois de uma noite bem passada no moto clube de faro, chega o momento de seguir viagem e a previsão de chuva era com probabilidades inferiores a 7%.

Fomos tomar o pequeno almoço ao centro de faro e encaminhamos-nos para a n125. Se no dia anterior havia 93% de possibilidades de chover e conseguimos andar nos outros 7% ,hoje foi o contrário, apesar da pequena probabilidades acabou por nos dar ainda uma pequena molha.

Sagres era o destino e tudo correu bem até lá chegarmos, tivemos sorte no tempo, nem vento estava, conseguimos assim desfrutar daquela maravilhosa paisagem.

18268301_1397736713606060_1004918882153026020_n.jp

18222376_1397743933605338_6240336877621008763_n.jp

 

 

  Depois veio a grande surpresa do dia , passar pela zambujeira do mar,um dos momentos mais emotivos de toda a viagem. Não tinha voltado ali desde o falecimento do meu tio...

18342081_1398987656814299_6389318529119232001_n.jp

 

Seguimos então para vila nova de milfontes, contemplamos o por do sol,maravilhoso como sempre, e por ali pernoitamos. Jantarada do costume e a seguir fomos beber um copo a um dos bares que por ali existem, assim em jeito de despedida.

18402777_1398986153481116_349786265662736586_n.jpg

18300853_1568443066523476_2703194019084914332_n.jp

 

 

Trajecto: Faro -Sagres- ZambujeirA do mar- Vila Nova de milfontes.

Percorridos cerca de 210 km

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia 7- faro

por samokal, em 06.05.17

Ontem á noite estivemos,como de costume, a dar uma vista de olhos na previsão do tempo, e as notícias não foram as melhores:- probalidades de chuva acima dos 90%.

Hoje o acordar, fui á janela e lá estava a chuva a cair de forma bastante intimidatoria. Fomos tomar o pequeno almoço tranquilamente,vestimos o equipamento e arrancamos do estacionamento debaixo de água, 100m á frente paramos para abastecer e assim que arrancamos a chuva tinha dado umas tréguas, assim se mantendo até ao nosso destino.

18199275_1396475620398836_5630432409401207547_n.jp

 

 

 

Chegados ao moto clube de faro,onde ficaremos instalados esta noite, entrámos para beber um café. ..Sim já não o fazia há uma semana! Pego no café e dirijo-me para a esplanada quando percebo que entretanto tinha voltado a chover.... Se tivéssemos saído 5 minutos mais tarde de Sevilha não nos tínhamos sequer molhado, se chegassemos 5 minutos depois a Faro tínhamos levado um banho.

18274982_1396475410398857_766197944759787832_n.jpg

18342146_1396440980402300_3572060290671661253_n.jp

 

Entretanto a chuva parou novamente o que nos proporcionou ir dar uma volta até á baixa,onde ainda apanhamos sol, e voltar a tempo de comer um belo bife de atum em cebolada(a cozinheira de moto clube de faro está de parabéns ) . Acabamos por ficar no clube na conversa e a bater umas bolas de é snooker.

18274763_1318218988225611_3979567309146114541_n.jp

 

 

Mais um dia tranquilo,onde de se rolou apenas cerca de 200km. Sevilha-faro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexto dia - Sevilha

por samokal, em 04.05.17

Esta foi uma noite pouco dormida, entretemos-nos na conversa e depois nas redes sociais, e já eram duas da manhã quando fomos dormir...

Hoje de manhã às 8:30 já estávamos de pé para ir ver mais um pouco de Ronda. Uma cidade lindíssima com muito que ver, monumentos fabulosos,cursos de água, pastos á volta,pontes romanas,igrejas e até grutas e museus. Percebemos que para conhecer minimamente ronda precisamos de vários dias.

18199222_1565424630158653_4729650210023264774_n.jp

18195049_1317107265003450_7839911018831995254_n.jp

18222219_1565424673491982_8574689968113852581_n.jp

18275113_1317107751670068_1443608096612054694_n.jp

 

 

 

Decidimos então partir e visitar Setenil de las Bodegas, onde depois de 5 dias, finalmente encontramos portugueses, e logo um grupo de 13-15 motas. Eles também pararam e foi tudo aquilo que geralmente os motard não são, arrogantes, antipático e elitistas...enfim ,ainda bem que é a excepção. ...

setenil de las bodegas.jpg

 

Com o correr da hora precisamos decidir se íamos a Gibraltar ou não, o resultado foi partirmos para Sevilha onde acabamentos pernoitar, mais precisamente em Camas.

sevilha.jpg

 

 

Por nossa sorte está a  acontecer na cidade uma das maiores festas anuais, no espaço da antiga expo 92, que não percebi muito bem em que consiste, mas que faz milhares de mulheres locais, e não só, trajarem com as suas roupas sevilhanas, um verdadeiro mundo de gente bonita e bem vestida.

Foi um dia de passeio,muito turismo e poucos kms ( 160) Mas a viagem não se trata só de rolar, mas também de confraternizar e conhecer alguns locais.

 

Percurso: Ronda- Setenil de Las Bodegas- Sevilha ( 160km)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D