Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Desencontros

por samokal, em 04.07.16

images.jpg

 

 

 Porque as relações não resultam , porque acabam ou simplesmente se desvanecem?

Geralmente é usual dizer que culpa nunca é só de um, ambos são responsáveis.

O amor talvez seja a mais poderosa força da natureza, ainda assim muitas vezes não é  suficiente,

A paixão comanda a mente e o corpo, mas não mantêm uma ligação.

Talvez a culpa não seja só das pessoas, talvez haja um desencontro no tempo, no espaço , na visão ou apenas no momento...

Talvez o amor nunca acabe, apenas se aprenda a lidar com a sua ausência, talvez a natureza nos ensine que os erros cometidos, não podem ser reparados , nem o amor ou a paixão o consigam!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mudança

por samokal, em 01.07.16

Nenhuma grande mudança , pelo menos daquelas que vêm para ficar de forma permanente, se dá de repente.

A transformação de um individuo é um processo moroso, alicerçado nas experiencia , nas vivencias e na curiosidade e raciocínio lógico!

Ninguém muda para agradar alguém, apenas desiste do seu ser para dar lugar a um desconhecido,e rapidamente se vai sentir fora do próprio corpo!

Apenas ao aprender aquilo que  gosta ou não, perceber o que faz ou não sentido, descobrir o que traz mais valia, leva ao caminho do crescimento, chamado mudança! 

A expressão " não mudes por ninguém" faz todo o sentido, enganar-te-ás a ti e aos outros, porque não te estarás a mudar mas sim a te anulares!

Por outro lado também é impossível não mudar, a vida é um processo de constante mutação , somos o que vemos, o que vivemos, o que pensamos ... assimilamos de tudo que nos rodeia e a cada passo que damos já não poderemos voltar ao anterior, já somos diferentes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D