Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

we don't talk anymore

por samokal, em 28.07.16

E porque por vezes as musicas nos acompanham, um dia uma amiga disse-me " quando não souberes o que dizeres a alguém dedica-lhe uma musica"  ... Acho que tenho milhentas musicas para dedicar 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ver um grupo de jovens...

por samokal, em 27.07.16

8024053.jpg

 

Ver um grupo de jovens animadamente a ir para a praia fez-me voltar atrás no tempo, trouxe-me de novo o sabor da despreocupação do Verão, transportou-me até aqueles dias infindáveis que só acabavam muito para além do sol se ter posto.

 Recordo-me das vezes que se combinava  " ao pé da bola da nivea" ou mais tarde junto á bandeira amarela na praia de s.João... aquela que nunca lhe conheci outra cor !  

Tardes  que acabavam a ouvir " never say goodbye" na radio cidade, instalada naquela época na praia do Kontiki, enquanto o sol ia baixando, corpos cansados que se davam por vencidos nos bancos, e até mesmo no chão, do cacilheiro que ligava  trafaria a Belém!

Brincadeiras pelo jardim até apanhar o 24 que nunca tínhamos pressa que chegasse!

Ver um grupo de jovens animadamente a ir para a praia trouxe-me a realidade, a minha condição de zombie, que quase não distingue as estações do ano, de adulto que deixou de "ter tempo" para viver , acorrentado que está á maquina trituradora de sonhos que é a vida!

Ver aquele grupo de jovens animados e felizes deu-me vontade de mandar tudo ao ar e ir com eles!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho saudades

por samokal, em 26.07.16

x880.jpg

 

As saudades vão batendo, umas vezes chegam em doces lembranças, outras, dissimuladas em aromas, outras ainda acompanhadas de melodias que um dia  foram tão nossas .

Por vezes dá-me uma louca  vontade  de quebrar as regras, entrar pela tua porta e  arrancar-te dessa vida longe da minha. 

Dá-me vontade de te despir dessa capa que julgas proteger-te, colocar-te debaixo do chuveiro e tirar-te essa ilusão que criaste.

Quero talvez  mostrar-te a força do que somos juntos, que esta forma de continuar a vida não é de todo a melhor para nenhum de nós dois.

Duvido que o teu sorriso continue tão genuíno e espontâneo como era, tal como o meu já não é.

Não podemos continuar a viver de sorrisos mornos quando sabemos  como lhes dar cor.

O orgulho esta-nos a minar de dentro para fora, já nos conseguiu tirar o brilho dos olhos, a alegria dos pequenos nadas, a leveza do amor!

As saudades vão batendo, por vezes dá um nó enorme no estômago , uma vontade incontrolável de voltar atrás no tempo , de sentir novamente o teu toque , ouvir as nossas gargalhadas em uníssono, relembrar a mulher que eras quando me amavas , do teu abraço  e até dos momentos em que me corrigias , que te chateavas comigo, que ficavas nervosa só porque eu nem te levava a serio... 

 

Tenho saudades , saudades de tudo que fomos e deixámos perder !

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Heroes & Saints

por samokal, em 25.07.16

"Apaga as luzes,descansa o teu momento
 deixa-me sozinho,meu docinho.

Esta lua-de-mel está óptima

Alivia lentamente o teu ânimo,deixa os maus pensamentos 
Chegou a hora, de descansar esses olhos cansados
Para sempre e sempre, esses votos sagrados que demos descansarão à minha volta
Eles são mais fortes que qualquer coisa, qualquer coisa

A noite está óptima.A noite está boa
Nos teus braços a satisfação acende
Deus nos livre, nós vamos nos queimar!
Heróis e santos, melhor ficarem ao nosso lado agora
Ao nosso lado

A razão diz -
Por favor não pares,a sorte é da forma que oscila
Certamente vamos conseguir.

A traição vive,

e sempre que eu prego ,lá no fundo, essas promessas desaparecem.
Pela canção de embalar nestas nossas noites
aposta em nós aqui
Para sermos mais fortes que qualquer coisa
Qualquer coisa"

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ultimo beijo

por samokal, em 25.07.16

Nunca pensei que aquele iria ser o nosso último beijo. Não era suposto, era apenas mais um, nada o teria feito tão especial se não fosse a despedida de uma longa historia. Talvez porque nunca tivemos um fim de verdade,  às vezes dá-me a impressão de que nunca houve um final, simplesmente se desvaneceu sem tempo nem data.

O ultimo beijo... na verdade não me lembro dele ao pormenor, não me consigo recordar com precisão como foi, apenas ficou a época e o contexto, não era suposto ser o ultimo...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desabafo

por samokal, em 18.07.16

E pronto ... retiro tudo o que disse em posts anteriores , um gajo não pode sorrir muito,  a vida olha para nós com um sorriso na cara e pensa logo " hummm... ta-lhe a correr bem , deixa tar que eu já trato do assunto "  e toma de castigar aqui o "je"!

 Não há condições... andava eu tão contente e agradecido por ter conseguido alguma estabilidade, tanto que até percebi que não precisava de ninguém para me completar, o meu caminho têm que ser trilhado por mim antes de mais nada , e tudo desmorona de um momento para o outro... arre segunda feira maldita!

Mas enfim, o calo já cá está, e as costas continuam largas, amanhã vou sorrir outra vez , hoje é só um dia mau péssimo, quejulga poder r afectar vários dias , mas eu não vou deixar !

Afinal não é um carro avariado, um telefone partido e alguns desacertos profissionais que me vão fazer ir abaixo, a minha vingança vai ser esta :

12710_377670012310689_1605261369_n.jpg

  Este sorriso não me tiram !

 

Ps: abrigo do codigo internacional para desabafos, o texto apresentado não foi sujeito a edição, corte( e costura) ou qualquer outro tipo de artimanha que possa desvirtuar aquilo que é a generosidade e singularidade do momento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Primeiro é a frustação...

por samokal, em 17.07.16

068.JPG

 

... mas depois a esperança que tudo pode mudar. Descobrir que a magia que eterniza os momentos surge quando menos se espera.

De repente, e sem que nada faça prever, os acontecimentos transformam o nosso semblante , colocando-nos um sorriso que nos limpa a alma, que nos volta a dar esperança e acreditar que o dia de amanhã é uma nova oportunidade, que não nos podemos centrar na procura da felicidade, porque a felicidade se encontra sempre á distancia de um passo, só precisamos de o dar !

 Todas as soluções estão cá dentro, algures no nosso coração, mas não nos podemos fechar em nós, há que respirar, descontrair, olhar á  volta e apreciar as pequenas delicias da vida, seguramente é este  o caminho certo, porque rapidamente percebemos que os pequenos nadas são capazes de milagres, e quando encaramos o futuro com um sorriso  só nos podem acontecer coisas boas.

Agora percebi que nunca estive preparado para acolher a felicidade, não estava munido de todas as capacidades, assim ela passou por mim sem que a conseguisse agarrar! Olho para as experiencias vividas como uma etapa necessária ao meu crescimento, como uma aprendizagem que me permite chegar á condição em que me encontrei comigo próprio.

Deixei de procurar, afinal sem saber muito bem o quê, passei a observar e a me apaixonar pelo que é colocado em meu caminho, e quando a felicidade voltar a me encontrar eu não a deixarei mais fugir !

 

   

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um homem tambem chora

por samokal, em 16.07.16

homem chora.jpg

 

"Nada grita mais alto que o som do silêncio.” Eis uma frase forte de Nipsey Russell que nos dá muito que pensar.

E pergunto-me: Quanto sofrimento, angustia e tristeza carrega um silencio?

Não poderei falar dos silêncios de terceiros com total propriedade, mas muitas vezes os olhos são o veiculo que transporta todos os gritos interiores para que possam ser ouvidos, que de alguma forma me chamem a atenção!

Mas os meus, esses eu conheço,  eles mascaram-se no silencio, disfarçam-se no sorriso e abafam-se na solidão!

Muitos ruídos que ecoam em mim, incapazes de se exprimirem de outra forma que não seja a lágrima, que em muito esforço contenho, otras vezes acaba por escorrer insegura pelo rosto, que se tenta manter neutro á sua passagem.

" Um homem não chora" foi umas das máximas que aprendi ainda em tenra idade, repetiu-se tantas vezes ao longo do meu crescimento que a aceitei como certa.

No entanto, homem feito, dei pela natureza a demonstrar-me que não é bem assim, que um homem chora, muitas vezes em silencio, na solidão, mas chora!

Não sou menos homem por o fazer, e muito menos ainda por o admitir. As lágrimas limpam-me a alma, libertam-me da prisão asfixiante das más escolhas da vida, da incapacidade de mudar o rumo, da frustração de uma  perda. mas choro também de felicidade, de alegria. Muitas emoções são lágrimas , muitas lágrimas são emoções !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Horizonte

por samokal, em 14.07.16

horizonte.jpg

 

Olhei o horizonte , fiquei admirado,ele continua lá ...sua beleza continua a mostrar um mundo cheio de oportunidades !
Pensei então que provavelmente esteve sempre lá , bastava ter reparado , bastava ter-me focado no que está á minha frente.

Percebi o muito tempo que passei  a olhar para trás, fazê-lo tornou-me vulnerável, fez-me desequilibrar, fez-me tropeçar ,  fez-me cair, desviar-me da minha rota !
Não é a olhar para trás que se anda para a frente !
No entanto levantei-me, as pernas ainda  trémulas , as feridas causadas pelas quedas ainda por cicatrizar, mas vi novamente o horizonte e é para lá que quero ir, reaprendi a gostar de tê-lo como foco, voltou a inspirar-me, fez-me voltar ao petiz que sentia a ânsia da descoberta, o nervoso miúdo de quem se prepara para desbravar o desconhecido, deu-me a percepção que tenho ainda em mim a capacidade de receber o que ainda está para vir!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afectos e emoções

por samokal, em 05.07.16

A arte de viver talvez seja conseguir extrair de pequenos instantes grande momentos.

Este fim de semana consegui sem duvida fazê-lo diversas vezes,  raramente tão poucos dias me souberam a tanto.

Dois dias, não são só as 48 horas que o compõem, tanto mais que a maioria dos dias da minha vida não deixaram qualquer registo, serviram apenas para fazer a ponte entre os que valem a pena.

As 48 horas vividas entre sexta á tarde e domingo á tarde são daquelas que deixam historias para contar, momentos para recordar, imagens gravadas para semprem, porque foram sobretudo feitas de afectos e emoções.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D