Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

 Sócrates é preso, o povo fica contente e vê uma luz ao fundo do túnel...

Finalmente se faz justiça!  mas com que custo ?

Todos criticam o sistema judicial português, a cobardia nos tribunais, policias , investigadores...

Mas  teríamos nós coragem de agir se estivéssemos em posição de o fazer ?

Será assim tão fácil fazer justiça ?

A mim parece-me que a resposta é evidente : NÃO!

 Quanto mais se vai sabendo, mais é evidente que existem muitas pressões , subornos , chantagens e outros esquemas que enfraquecem quem têm que tomar decisões.

Senão veja-se: o Juiz Carlos Alexandre chega a casa e encontra-a assaltada, encontra também uma pistola em cima da foto dos filhos... o que se chamará a isto? 

Eu seguramente não teria coragem, ou sabe-se lá o quê, para pôr a vida dos meus filhos em risco "só" para fazer justiça .

 

Vocês teriam ?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Modo retrospectiva

por samokal, em 12.11.14

homem pensativo.jpg

 

Nos últimos dias tenho andado em modo retrospectiva...

De uma forma irreflectida dou por mim a reavaliar o que têm sido a minha vida, as suas distintas fases , o que valeu ou não a pena e o que posso retirar de tudo o que se têm passado!

Percebo que parece que uma força desconhecida me têm salvo nos piores momentos , indicando-me o caminho a seguir e dando-me energia e alento para novas etapas, mas também que essas etapas me têm levado quase sempre a um beco sem saída.

Obviamente que apesar de os finais de cada uma delas não ser o mais desejado , o percurso até lá chegar têm sido bem aproveitado e têm-me trazido grandes experiencias, coisa que jamais havia acontecido se não me tenho perdido por estes trilhos da vida.

Sinto mais um ciclo a chegar ao fim, e mais uma vez me encontro perdido, poderia dizer que me surgiria agora um entroncamento da vida e que se assoma mais uma grande decisão:- qual o caminho a escolher?

Mas a verdade é que é mesmo um beco sem saída que vejo, talvez porque a minha visão esteja nublada, ou quem sabe porque a saída talvez não seja assim tão convencional e mesmo olhando para ela não a interpreto como tal ...

O certo é que a cada escolha, ou nova etapa, a bagagem vai sendo cada vez mais pesada. Tornando, aquilo que até poderia ser bastante prazeiroso, em algo cansativo, penoso até!

 A questão que mais me assola é:- Será que desta vez terei que ser eu a descobrir forças e motivação dentro de mim próprio para prosseguir, ou como sempre...  algo acontece!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu e tu, copo de vinho!

por samokal, em 10.11.14

vinho-size-598.jpg

 

O som da chuva, que cai lá fora, retira instantaneamente todos os outros sons que existem na sala, 

desvio o meu olhar para o copo de vinho,  que se encontra na minha mão, e aprecio a sua cor, sua textura.

Elevo-o até poder respirar de sua fragrância e de seguida dou mais um trago... minha mente viaja por tudo aquilo que aquele vinho é, imagino as uvas a serem vindimadas , pés a pisa-las, na minha cabeça passa também a imagem das pipas que o transformaram,  não descuro o engarrafamento,  e nem a abertura da garrafa , minutos antes , me escapa!

A capacidade que este néctar têm de , ao entrar em mim , me revelar perante mim próprio.

Volto novamente á realidade do momento, percebo que vivi um instante de paz, aqui estou eu e o meu copo de vinho, que me preenche o pensamento, enquanto o faço consigo alhear-me de todos os outros pensamentos , todos aqueles que me têm atormentado nos ultimos tempos.

Tento novamente entrar em contacto com o meu vinho, tentar novamente entrar em seu mundo, e deixar o meu de lado, nem que seja por um pouco! Olho para ele... encontra-se a metade!

 Lembro-me da velha questão:- Estará meio cheio ou meio vazio ?

Está meio cheio, sim...está!  Têm ainda muito para me dar , para partilhar comigo esta noite, tenho que bebe-lo pausadamente e continuar a senti-lo , mas está definitivamente meio cheio!

Ou não ... se calhar não! Afinal já bebi metade , já me transportou até um momento de paz , já me aqueceu, roseou-me as minhas faces, a metade que falta já não conseguirá seguramente levar-me tão longe como conseguiu até agora , portanto já estava meio vazio...

Um trovão interrompeu este pensamento, e de novo sou levado até ao som da chuva , que agora mais intensamente bate na janela! 

Até sobre um copo de vinho estou indeciso, este copo que tal como eu está a meio...

Toca o telefone, quebra-se a magia, a vida volta  com todo o seu peso .

No entanto este momento foi meu e do copo de vinho!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A tua luz

por samokal, em 05.11.14

vela.jpg

 

Desejo ser a tua luz , aquele que te encaminha , te ajuda quando a escuridão se aproxima!

Ser tua luz, mas sem te ofuscar, sem te encadear, apenas te guiar!

Quero-te iluminar e deixar-me fascinar pelo  brilho da tua energia,

 

ser a força  que desencadeia tudo aquilo que és, mas que se mantêm na penumbra!

Ser teu norte, tua sorte.

teu alvor... o teu amor!

Te dar a liberdade e a coragem de viver a plenitude.

desejo apenas...ser a tua luz!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu blog

por samokal, em 04.11.14

Adoro este meu espaço, posso até passar algum tempo sem cá vir , mas não me via sem ele!

Já há quase 8 anos que caminha a meu lado, ouve os meus desabafos, tolera os meus momentos menos bons e partilha das minhas alegrias.

O melhor leitor deste blog sou eu mesmo, por vezes dou por mim a reler posts antigos, a relembrar o contexto em que foram escritos, a perceber o quanto já evoluiu a minha forma de escrever...

Sei que não tenho o dom da escrita, mas tenho a paixão de escrever, por vezes leio textos por aí que me deixam quase deprimido pelo facto de serem tão bons, e não ter sido eu a escreve-los, e pior ... não ser capaz de o fazer!

 

Mas voltando ao meu blog... quando olho para o arquivo, penso que há ali uma grande parte de mim, e que cada post teve individualmente o seu momento, foi lido, talvez se tenha pensado sobre ele, tiveram comentários, likes,suscitaram talvez curiosidade o despertaram emoções, mas  o tempo encarregou-se de os deixar ali esquecidos, em arquivo!

Julguei eu que apenas eu ia lá sacudir o pó, e traze-los de novo á luz do dia. Mas afinal, de quando em vez, lá me apercebo que  há alguém que se interessa por explorar um pouco daquilo que já escrevi, e isso é fantástico.

 

O blog, os textos que vou escrevendo , tal como eu , vai sofrendo uma mutação, vão crescendo e mudando de direcção, e com este tempo todo é interessante assistir a essa diferença, é bom recordar alguns dos leitores que por cá passaram , deixando seus comentários, alguns que eram habituais e outros esporádicos , uns que continuam a faze-lo mas outros foram desaparecendo assim como os seus blogs!

Gostaria de agradecer a todos vocês, meus leitores, que me vão dando algum feedback, por me incentivarem a continuar, e a contribuirem para o enriquecimento do meu espaço , que se torna mais humanizado a cada passagem vossa !

Autoria e outros dados (tags, etc)

Momentos

por samokal, em 02.11.14

 

Este vídeo, do português Nuno Rocha, ganhou o prémio " children prize", mas isso a mim diz " zero".

Este vídeo fez-me verter umas lágrimas, isso a mim diz-me tudo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D