Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Diluvio

por samokal, em 13.10.14

2014-09-22-1888963_10152842617492873_4590122563544imagem retirada da net

                                                            

chovia abundantemente , mas até estava a saber bem , dentro do carro lia um livro ,tendo como companhia o som da chuva a bater no carro e o radio a passar musica calminha.

Aquilo que parecia uma seca ( passe a expressão): ter que esperar um cliente que se encontrava atrasado, até se estava a tornar num momento relaxante.

Os vidros embaciaram , mas em nada me afectou , afinal até me dava uma certa privacidade para com os transeuntes de Alcântara.

 È então que sinto o carro a abanar , tento olhar para fora a tentar perceber o que se passava, talvez alguém se tenha encostado ao carro ou quem sabe alguma manobra mal feita tenha provocado algum toque, mas os vidros não me permitiram ver nada , apenas perceber que chovia copiosamente.

Abro então a minha porta para tentar descortinar o que se passava, o carro entretanto continuava a estremecer, e assim que o faço...  estupefacção total !!!!  um rio circulava agora onde dantes era passeio , a agua estava mesmo quase a entrar para o interior!  

 

Afinal isto não acontece só na televisão , foi hora de pôr o carro a trabalhar e sair dali com a maior brevidade possível , ainda me lembrei que nestas alturas dava jeito ter o contacto de Moisés  mas na ausência do mesmo restou-me andar e rezar ...

 

Estou aqui !!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outono

por samokal, em 12.10.14

images.jpg

 

Hoje pela manhã , ao olhar pela janela , percebi que o Inverno estava a chegar, mas foi quando ousei abri-la, que pela primeira vez nesta estação senti o seu ar frio, complemento sempre presente do Outono!

  Se o Verão teimou em se esconder o mais possível , aparecendo apenas em pequenos descuidos , já o Outono não perdeu tempo,    assim que o calendário deu licença á sua entrada , ele não hesitou e veio logo com tudo.

 

Lado bom deste tempo: já sentia saudades do edredão, e de uma tarde enroscado no sofá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O amor

por samokal, em 10.10.14

 

sol-6c2ba.jpg

 

O amor é como o sol , sem ele não vivemos ,  lindo e necessário .

No entanto há que ter certos cuidados , muita exposição pode queimar , tudo têm conta,peso e medida .

Tão importantes são a demonstrações de amor como é a percepção do tempo certo para dar o espaço necessário ao isolamento

ou ao  " deixar respirar"

 

 Ainda mais que o astro rei , ninguém é perfeito , por maior que seja a bondade de alguém ,vai haver um momento em que nos vão ferir , há que saber compreender e perdoar e falar é o melhor remédio para aliviar qualquer dor sentimental !

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anjo das trevas

por samokal, em 10.10.14

570541__robot-angel_p.jpg

 

Há uma  criatura que vive dentro de mim, em mim, será um anjo ou quem sabe um demónio!

Por ventura um anjo vindo das trevas ou um demónio educado erraticamente pelo paraíso!

Seja  quem for , tornou-me  inteligente , astuto e confiante . No entanto  faz-me agir de forma despretensiosa e insegura.

esta força atraí muitos até mim , talvez me temam  mas ao mesmo tempo sintam uma irresistível atracção pelo lado sinistro e misterioso, não necessariamente sinistra e misteriosamente mau!

Talvez sigam meu lado forte , ambicioso e astuto , talvez seja o lado indecifrável e profundo.

 Não sei ,seguem o anjo das trevas que vive em mim ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom dia

por samokal, em 09.10.14

villa-amor.jpg

 

Até te podes queixar de nem todas as manhãs te desejar um bom dia!

Mas não podes dizer que não me esforço diariamente para  tornar o teu  dia  num melhor dia! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obscenidade

por samokal, em 06.10.14

 

Obscena esta mente , que não mente , apenas sente !

sincero e livre pensamento ,que causa tanto tormento 

desejo carente , mas sempre presente 

que apenas tolero ... não fosse ele tão belo!

liberta-me desta prisão, contida paixão...

mostra-me o caminho , não me deixes sozinho 

meu corpo ardente , vive o presente !

não te mintas , basta apenas que sintas .

corpos colados , olhares enfeitiçados 

vivam de verdade , com toda a liberdade 

ama-me com delicadeza, tu... minha princesa 

torna-nos realidade , sê a minha obscenidade!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pôr do Sol

por samokal, em 02.10.14

 

Hoje o dia tornou-se demasiadamente longo , primeiro porque a noite foi horrível devido á desigual luta com uma gripe que faz questão de se instalar no meu corpo contra a minha vontade .

Depois foi uma via Sacra  de atravessar o lento passar do relógio , que teimava em me penitenciar em todos os seus minutos com uma mal estar que se tornava quase insuportável.

Por fim, o atraso na conclusão do serviço  levou a que a hora de saída fosse retardada , tornando ainda mais penoso o meu calvário...

Mas finalmente me pus a caminho, já só imaginando o momento de chegar a casa e poder relaxar ,

nisto,passo  um breve olhar pelo retrovisor  e deparo-me com algo que me transportou logo para outro estado de espírito...

o pôr do sol!!

Foi então tempo de parar calmamente o carro,   receber toda aquela energia positiva, saborear o silencio e observar as cores  que me foram presenteadas  por um momento fantástico que tento reproduzir na foto acima colocada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um pouco de vós

por samokal, em 01.10.14

"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós." 

Saint-Exupéry 

 Na realidade somos aquilo que vivemos, todo o nosso percurso nos transforma, todas as pessoas que caminham a nosso lado nos enriquecem como seres.

 Tive , e tenho, a sorte de me cruzar com pessoas fantásticas, que me encheram a vida de momentos memoráveis , inesquecíveis!

 A todas elas devo muito do que sou, e mesmo que muitas já tenham partido ou seguido caminhos diferentes, continuam bem presentes, sinto-me um privilegiado  por viver o que já vivi, e guardo  num cantinho muito especial recordações de todas elas, esquecer o passado é esquecermos de nós.   

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 3/3




Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D