Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Não havia necessidade

por samokal, em 29.04.07

Ontem estive a ver o jogo entre as 2 mais representativas equipas do Porto e fiquei chocado (pele enésimavez)

  O jogo até foi bonzinho e o Porto até nem precisava ganhar mas o que se viu foi um escandalo . O arbrito foi de todos o que mais puchou pelo FCP , foi ver jogada após jogada a dualidade de criterios senão vejamos :-nãodá um amarelo a ricardo costa que placa um jogador boavisteiro á entrada da area e a seguir foi vÊ-lo a amarelar tiago por uma queda para a foto do lucho . Uma agressão de pitõ em riste de ricardo costa que até a TVI fez o favor de não mostrar repetição e depois foi o escandalo do penalty e da expulsão do GR axadrezado entre muitos outros lances , mas os jornalistas da nossa praça nem tocam no assunto ...será que andam com o rabo preso???

Não havia necessidade ...O FCP até tÊm a melhor equipa , tem sido a equipa mais regular e o Professor Jesualdo por tudo que fez no futebol português já merece um titulo .

Autoria e outros dados (tags, etc)

De que falta pagar imposto?

por samokal, em 28.04.07

Ontem estava a conversar com um amigo e descobri um novo imposto , não é que fazer uma casa a menos de 5 km de uma via rapida tambem dá direito a imposto????

   É incrivel a carga fiscal neste país onde por exemplo compramos um carro e pagamos imposto automovel e ainda pagamos IVA (tudo para o estado) depois saímos com ele á rua e pagamos imposto de circulação (mais um imposto ) e se queremos andar pagamos portagens ( a maioria para o estado) mas se queremos parar pagamos parquimetro (para o estado )depois metemos gasolina e a maior parte do preço é imposto e quem ganha ??? o estado , claro!!! Este é só um exemplo , porque há muitos mais .

         Então quando olhamos para os impostos que o estado amealha diariamente facilmente chegamos a uma conclusão :- o nosso estado tem muito dinheiro !!! mas quando vemos melhor ...afinal estamos ciclicamente em deficite ?!?!? Estranho ...ou não o estado corta na educação , corta na saude , corta nas reformas , costa até no investimento publico ...o pior é que não corta no bolso dos politicos ou por exemplo no Banco de Portugal onde o seu admistrador têm um ordenado bem maior que o chefe da reserva federal dos EUA.pois...vive-se á grande . Pior ...cada ministro têm um carro de alta cilindrada e dois (sim 2 ) motoristas de serviço , porque têm que se revesar , mas não são só os ministros , são os admistradores de n sei o quê e os directores vai-se lá saber de quêm ... depois os carros não poderão ser muito velhos e de 2 em 2 anos têm que se trocar ... Mas há mais ...por exemplo os deputados que fazem o sacrificio (e não o dever ) de se deslocarem á assmbleia da republica têm o direito a um acrescimo no seu ordenado por cada dia que fizerem o favor de lá ir !?!?!?  não era suposto nós termos votado neles para eles irem?? e não era tambem suposto ser descontado do ordenado se eles não fossem ?? Melhor ainda é se por grande azar não forem reeleitos deputados novamente e terem que saír do parlamento têm direito a um subsidio de reintegração ...extraordinário , por alguma razão todos querem o poleiro

   Haveria muito mais para dizer mas infelizmente não cabe tudo aqui . só peço que olhem o exemplo dos paises nórdicos onde se paga impostos a doer mas depois têm-se direitos :- saúde , educação , estradas tudo de borla e muitos outros direitos mas onde os politicos andam de transportes colectivos

 

Para acabar peço que paguem os vossos impostos todos porque agora temos que ajudar o TGV e a OTA

Autoria e outros dados (tags, etc)

25 de Abril

por samokal, em 25.04.07

Todos que nasceram após o 25 de Abril estaão muito mais sujeitos a serem criticados pelo que dizem ,mas todos temos direito a uma opinião .

 

Penso que o 25 de Abril foi muito importante para o país mas não me parece justificavel o feriado que temos , pelo menos na forma em que está , fazem-se festas ,eventos e muita coisa mas pouco se fala do que realmente aconteceu e o que mudou de facto .
 Parece-me que está na altura de fazer menos festas e transmitir a quem não viveu o acontecimento tudo aquilo que se passou.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D