Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Casamento

por samokal, em 11.12.13


Novos tempos , novas necessidades, novos conceitos, novos comportamentos!

 

Com o evoluir da vida as pessoas vão gerando uma mutação nos seus hábitos, cada vez somos mais exigentes, queremos sempre mais e melhor.

 

A percepção cada vez mais assimilada de que a vida é só uma, temos que vive-la ,leva a que os relacionamentos sociais , afectivos ou mesmo profissionais sejam hoje em dia completamente diferentes daquilo que foram no passado.

 

O casamento é um dos grandes exemplos . Houve um tempo que se casava por conveniência, interesse politico , económico ou familiar, o amor não era importante , acabaria por se criar com o tempo, ainda assim se não acontecesse  a rotina tornaria o casamento uma ligação eterna !

Outra época foi caracterizada pelo casamento fruto do amor , aquele que se sente em todo o esplendor , mutação lógica e consequente da paixão, Mas a eternidade deixou de ser para sempre,  é eterno até acabar , tudo é mais rápido e agora a velocidade proporcionou-nos saber até quando dura o que é eterno .

  Do amor vêm a habituação , a amizade , o companheirismo , cumplicidade...tudo sentimentos necessários num casamento, o problema é que o essencial acaba por morrer: o amor , a  paixão , o tesão! Sem se aperceberem os cônjuges definhavam , o coração deixava de sentir aquelas acelerações que nos fazem sentir vivos ,  mas o compromisso era então um contrato irrasurável !

 

Nos dias de hoje vive-se intensamente, tudo passa a uma celeridade estonteante, precisa-se estar em constante movimento, logo a chama da paixão têm que ser uma constante, a adrenalina da conquista , o pulsar da novidade  é a droga que alimenta o ser do seculo XXI.

O matrimónio acaba por ser um reflexo disso mesmo , sendo uma das primeiras vitimas do Homos Exigente.



PS:Apenas uma das teorias e não de forma geral 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D