Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Daisypath Anniversary tickers "... E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos,julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre." Miguel sousa tavares

Casamento

por samokal, em 11.12.13


Novos tempos , novas necessidades, novos conceitos, novos comportamentos!

 

Com o evoluir da vida as pessoas vão gerando uma mutação nos seus hábitos, cada vez somos mais exigentes, queremos sempre mais e melhor.

 

A percepção cada vez mais assimilada de que a vida é só uma, temos que vive-la ,leva a que os relacionamentos sociais , afectivos ou mesmo profissionais sejam hoje em dia completamente diferentes daquilo que foram no passado.

 

O casamento é um dos grandes exemplos . Houve um tempo que se casava por conveniência, interesse politico , económico ou familiar, o amor não era importante , acabaria por se criar com o tempo, ainda assim se não acontecesse  a rotina tornaria o casamento uma ligação eterna !

Outra época foi caracterizada pelo casamento fruto do amor , aquele que se sente em todo o esplendor , mutação lógica e consequente da paixão, Mas a eternidade deixou de ser para sempre,  é eterno até acabar , tudo é mais rápido e agora a velocidade proporcionou-nos saber até quando dura o que é eterno .

  Do amor vêm a habituação , a amizade , o companheirismo , cumplicidade...tudo sentimentos necessários num casamento, o problema é que o essencial acaba por morrer: o amor , a  paixão , o tesão! Sem se aperceberem os cônjuges definhavam , o coração deixava de sentir aquelas acelerações que nos fazem sentir vivos ,  mas o compromisso era então um contrato irrasurável !

 

Nos dias de hoje vive-se intensamente, tudo passa a uma celeridade estonteante, precisa-se estar em constante movimento, logo a chama da paixão têm que ser uma constante, a adrenalina da conquista , o pulsar da novidade  é a droga que alimenta o ser do seculo XXI.

O matrimónio acaba por ser um reflexo disso mesmo , sendo uma das primeiras vitimas do Homos Exigente.



PS:Apenas uma das teorias e não de forma geral 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil
O tempo do casamento para vida está mais do que ultrapassado , quase ninguém se importa com isso neste momento,,, Concordo em absoluto com o texto e assino por baixo :)
Imagem de perfil

samokal a 13.12.2013

Estamos na era do descartável , com tudo de bom e de mau que isso acarreta !
Sem imagem de perfil

Anónimo a 29.10.2019

Você escreve melhor do que Fernando Pessoa. É um poeta real, enquanto outros são ficticios.

Comentar post



Passaram cá ...

counters


Mais sobre mim

foto do autor





Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D